31/10/2006

Glorificação - ou a cegueira induzida

"Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o SENHOR fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite; e o mar tornou-se em seco, e as águas foram partidas."
Livro do Êxodo, capítulo 14, versículo 21


Plebeus e plebeias, cá volto.
Desculpem a demora, mas tive que retirar-me para umas ilhas a sul, que tinha o palácio cheio de água – foi uma trabalheira, as tapeçarias persas todas estendidas ao sol, as porcelanas da Companhia das Índias cheias de lama, ufa... que trabalho que deve ter sido para os meus fieis serviçais.
Felizmente que graças ao bom trabalho do meu bom amigo Príncipe da Alameda, Dom Paulino Primeiro e Último, O Perfeito e Brilhante, as coisas não foram piores. Aquilo que podia ter sido, sei lá, um dilúvio de levar casa e tudo, foi apenas uma cheia como as outras.
Efectivamente sabemos que o Príncipe Perfeito está em contacto directo com S. Pedro (o das chaves, não o da Beberriqueira) e interveio ele próprio para que parasse de chover, não fossem os malefícios abissalmente maiores, a ponto de andarmos de fatos de mergulho e ter-se de construir um cais para os turistas do Convento.

Senhores, confesso-me estonteado com a capacidade de construir notícias. A habilidade em transformar um mau desempenho numa opinião generalizada de que se é descendente directo de Deus. A caixinha mágica faz milagres, já sabemos, e até põe comerciantes a elogiar o trabalho daquele que não o fez.
Azar têm os autarcas de concelhos onde efectivamente esse lavor haja sido efectuado, nesses não houve cheias, nesses não se falou. Meus caros, quem vos mandou ser parvos? Para aflorar ao quadradinho mais poderoso do mundo tudo vale, e quanto maior for a tragédia, mais pontos se soma.

Triste povo, bem razão tem o teu pastor quando se diz O Iluminado na terra de cegos, porque a melhor forma de adestrar alguém, é fazê-lo sem que se aperceba.
Eu creio ser tempo de erguer estátuas, de levantar ruas em seu nome - que toquem os sinos, que se ofereçam as virgens, entregai-vos povo, entregai-vos!
O vosso Salvador está aí, omnipotente e presente, até encontrou espaço na agenda para vir a Tomar separar as águas. Povo não o deixeis partir que sem ele estais condenado, caminhareis certos para o negrume do abismo.
Acorrei povo, acorrei ao seu encontro, levai-o em ombros pelas ruas, cantai cânticos em seu nome, baptizai vossos filhos com seu apelido, sentai-o à vossa mesa, lavai-lhe os pés, dormi com ele, pendurai fotos suas nas vossas salas e por cima das vossas camas.

Ide, ide, que assim ireis longe, que tão longe já hoje estais.
Vede povo, vede a vossa terra tão bela assim quietinha, dormindo inocente nas margens suficientemente limpinhas do Nabão.
Vede como sois tranquilos e gostais, vede como a vossa vida entregais (e bem seguramente) nas mãos de outros que por ti decidem.
Olhai povo, a memória do teu passado, e confundi-te com ela, que talvez alguém assim se lembre de ti.
Olhai povo, lembrai-te, ouvi, sente o que ao lado te passa, e talvez te lembres do que já fostes.
E aí dentro de ti povo... bem aí dentro, nessa coisa esquisita que te causa algum desconforto, que por vezes até te faz pensar, coisa demoníaca! Aí dentro, lá nesse dentro que te faz humano, que te faz nabantino, nesse sangue que é alma de cavaleiros de outrora, repousa um pouco, ouvi o que esse algo te diz, olhai o que te mostra...
e talvez percebas que há outras verdades, para além das sombras projectadas no fundo da caverna...
e talvez descubras que queres, e que podes ainda, fazer o teu caminho.



E eu que não sou povo, vou já por aqui...

62 comentários:

ritinha disse...

Inspirado, muito inspirado.
Mas não está a exagerar um bocadinho?

Anónimo disse...

Estás com cúmes ritinha.
A pssar a mão no pêlo do Conde dessa maneira estás a fazer-te ao piso.
Tem cuidado que o Conde é malandreco.
Depois queixa-te.

Anónimo disse...

Ah grande Conde.
Nova crónica com muita paprika.
Valente.
Toma que é democrático.
Trabalha pouco, mas obra bem.
Saudações republicanas.
Pela Monarquia e por D. Duarte Nuno Pai.

Barão de S. Miguel

Anónimo disse...

Ah grande Conde.
Nova crónica com muita paprika.
Valente.
Toma que é democrático.
Trabalha pouco, mas obra bem.
Saudações republicanas.
Pela Monarquia e por D. Duarte Nuno Pai.

Barão de S. Miguel

Anónimo disse...

Ah grande Conde.
Nova crónica com muita paprika.
Trabalha pouco, mas quando quer ...
Toma lá que é democrático.
Esta é de arrazo.
Saudações régias.
Viva a República.

Barão de S. Miguel

alice abrunha disse...

O Paiva não sabe nadar
o seu sonho sempre foi voar
bem para longe, quiçá onde
brutos não tivesse de aturar
nem vozes como a do conde.

Tomar é uma terrinha
pequena engraçadinha
e de crescer, não tem jeito
que a sua gente é caladinha
e os chefes pouco lhe têm feito.

Anónimo disse...

Que grande faduncho.
Anda alice abrunha ... pantera.
Ripa na rapaqueca.

Anónimo disse...

abrunha dos olhos doces oxalá que fosses sempre mulher...

paulo j. disse...

Então e novidades da corrida à Praça da República? Isso é que a malta quer saber!
Relvas e Marques já se entenderam ou não? E no PS, o que ressoa daquelas reuniões que andam a fazer?
A malta quer é sangue conde, deixe-se lá de floriados!

Anónimo disse...

Notícias frescas.
O relógio do Polis marca a hora ... da diferença, daí até à Praça da República é um saltinho, com passagem pela loja da R. da Fábrica, do grande prédio da R. Voluntários da República (ao fim da Alameda) e da Casa Vieira Guimarães (Polis).
Neste triângulo se vai decidir o futuro autárquico de Tomar.
Mas o leader vem de fora (tipo vá para fora cá dentro) e traz companhia bem assertoada.
Vai ser um espanto, vão ver!
A Monarquia Republicana do Nabão vai ser feliz.

Barão de S. Miguel

Santa Cita disse...

Talvez...

Mas, caro conde, dá taaaaaaanto trabalho!!!

Pensar, senhor, pensar!
Que trabalheira! Que canseira! Que violência!

Arquiduque de Santa Cita e Guerreira.

Gabinete disse...

Os meus parabens pela prosa inspirada que por aqui se pode ler.

LF

Anónimo disse...

Sr. GABINETE/LF
No post anterior está um retumbante cravo vermelho.
Como o Sr. agora sente alguma alergia a tal flor (t´arrenego satanás, vade retro) estranha-se que aqui tenha entrado para postar tão lúcido comentário.

Um dos seus (milhões) de "amigos"

Anónimo disse...

Ó conde, não seja mauzinho que o nosso presidente tem-se fartado de bulir. Olhe que dar entrevistas também cansa, já para não falar do mal que fazem os holofotes à pele!
E depois têm-se fartado de tirar troncos do rio e tudo o mais, como disse o presidente na tv.
Claro que isso seria impossível de fazer se não fosse a cheia. Nada como uma boa cheia para limpar o que antes se deixou sujo.

Anónimo disse...

O Sr. Presidente teve um trabalho notável nas duas inundações.
Mas na primeira foi muito bem acompanhado pelo Sr. Luis Ferreira (representando a Protecção).
O bloco central destes dois homens é muito positivo, apesar dos quipróquos em algumas Assembleias Municipais.

Anónimo disse...

Exemplo de dedicação à causa A.Paiva ficou em Tomar e nem vai a Bruxelas esta semana, aproveitando para presidir à reunião da Cãmara na 3ª feira.
Assim sim.
Continue.

Virgilo disse...

Lá se vai um passeio de borla e ajudas de custo a 200€/dia de que o Iluminado tanto gosta...(dixit)

Anónimo disse...

IPT'ezices

João Simões dos IPT terá afirmado hoje aos microfones da rádio Cidade de Tomar, e deixo a ressalva de não ter ouvido, mas de me ter sido transmitido, que a eles se deve tudo sobre a defesa do Hospital de Tomar.
Afirmação ou pretensão que a assim ser merece, no mínimo dos mínimos, este comentário:
- Mas que GRANDE LATA!!

colocado por ugoC às 3:12 PM

Anónimo disse...

200 euros/dia que saem do bolso dos contribuintes, e mais incongruente é o facto de um gajo ser engenheiro civil e ser presidente de uma comissão de assuntos constitucionais. E pensava eu que essas inconguências só aconteciam em Portugal.
O que é que ele ssabe de assuntos constitucionais?
Alguém me explica?
Digam antes passear...
E foi para isto que se andou a fazer uma revolução.
Versão light do triunfo dos porcos...

Anónimo disse...

Esse senhor João Simões dos Independentes gosta muito de protagonismo.
Cá para mim anda à procura de alguma coisa. Anda anda...
Há quem ocupe o seu tempo com outras coisas, este deu-lhe para a política. E será mesmo política?

Anónimo disse...

Sr Anónimo
Está redondamente enganado, não preciso, nunca precisei de protagonismo, não me coloco em bicos dos pés para as fotografias e nem rastejo à procura de tachos, benesses, mordomias ou quejandos, de que (felizmente) nunca usufrui.
Ocupo o meu tempo com trabalho que tenho de angariar e estou na política porque quero e porque gosto.
Aliás, até estive afastado da política durante quinze anos, regressei e saberei sair da política como entrei, sem constrangimentos.
O Sr. não tem sequer dignidade nem coragem para se identificar, porque tem consciência da falsidade das suas torpes imputações e insinuações e não quer assumir a responsabilidade.
Atira a pedra e esconde a mão, comportamento típico dos cobardes.
Mas essas ofensas do sr anónimo são repelidas pela couraça da minha consciência limpa de homem honrado.
Felizmente durmo todas as noites com a consciência leve.
E, como não devo, não temo, mesmo as ofensas de anónimos.

JOÃO HENRIQUES SIMÕES

Hugo Cristóvão disse...

Abdico da minha tentativa de promessa de aqui assinar o meu nome uma única vez, apenas para "agradecer" a publicidade ao meu blogue e aos comentários que nele faço.
Claro que poderia agradecer muito melhor, se o senhor anónimo tivesse um nome pelo qual pudesse ser denominado, até porque assim dá-nos a liberdade de lhe chamar qualquer um...

Gonçalves Zarco disse...

Mui carissimo Conde,

Vejo que continua na sua batalha impoluta contra a tirania e a opressão.
Observo e lamento que tenha sido, mais uma vez, afectado pelas inundações do nosso rio maior: o Nabão. Cheias que amíude nos batem à porta (e algumas vezes nos entram em casa).
Pena não ter pegado neste facto para criticar as aptidões técnicas e engenheirais do nosso Regedor, incapaz de resolver um problema corrente e que se repete com frequência.
Dizem-me que em terras de Flandres, onde o nosso ilustre Senhor costuma deambular a sua sagrada sapiência, os nativos há muito domaram as águas: dos rios e do mar.
Será que o nosso Aprendiz de alquimia não poderia carregar novas técnicas dessas paragens longíncuas?
Será que sou dos poucos que julga que as artes que nosso Senhor apresenta parecem ultrapassadas e inadequadas?

Um abraço deste aprendiz das lides do mar,
e servo do Reino de Portugal

S. Gonçalves Zarco

alice abrunha disse...

Era tanta a água tanta
Que me chegou ao pescoço
Entrou-me até à garganta
Enxarcou-me até ao osso.

Já outros andam sempre bonitos
Mesmo de manga arregaçada
Dizem-se muito aflitos
Mas com esses não se passa nada

"Eu gosto muito de ouvir
Cantar a quem aprendeu
Se houvera quem me ensinara
Quem aprendia era eu."

Ai,
Diz-se que Paiva é um rio
Não sei que não o vi
Mas se ao rio fosse o Paiva
Eu ria como nunca ri.

Anónimo disse...

Poetisa ... leoa!
Afinfa-lhe que o teu pai já lhe afinfava.

Anónimo disse...

Estavas tu linda abrunha posta em sossego ......

Anónimo disse...

O Sr. Conde

Já ouviu essa do nobre fundador do PS de Tomar que é avô de um actual (importante) diregente do PS do Nabão?
O Sr. tem obrigação de consultar os seus livros e elucidar-nos sobre isto.
Está ver tem concorrência.
Um Visconde rosa (pálido)!
E o sr. Conde não quer o GABINETE.
Veja lá o que está a perder.
Sinceramente.
Com afecto, venerando e obrigado

Barão de S. Miguel

Virgilo disse...

Já "morderam" bem a pinta e classe dos posts personalizados,com foto artística,do presidente-fantoche-marionete do PS cá do burgo?...
Pelo menos disfarça a falta de conteúdo da prosa...

Santa Cita disse...

Oh Virgilio!
Isso não será dor de... corno?


Arquiduque de Santa Cita e Guerreira

Santa Cita disse...

Fónix!

Faltou-me o "dixit".

Arquiduque de Santa Cita e Guerreira

Virgilo disse...

Ó Santa Cita,
Serás tão bronco a ponto de pensar que um qualquer mortal,mesmo Virgilo,possa ter qualquer sofrimento pelo rídiculo?...
Ou também és da estirpe LF/ugoC?...
Ou estás desempregado e sonhas com um tachito de porteiro no Governo Civil ou no IPJ?...

Miguel disse...

Que falta de nível.

É de uma falta de gosto estes ataques pessoais.

Não sejam crianças.

Santa Cita disse...

Oh Virgilio!

Confirma-se. É mesmo dor de corno.

Santa Cita disse...

@ Miguel.

Acho que sim.
Que o caramelo é uma criançola.
Mas fiquei um bocadito irritado com a arrogância do fulanito.
Há-de ser como o sarampo! Depois passa-lhe!

Santa Cita disse...

Ah!!!!!!!
Antes que me esqueça.
Nem voto PS. Sou de esquerda.

Anónimo disse...

Já agora deixem os cravos de fora. É uma flor demasiado bonita para uma prosa de merda como a vossa.

Santa Cita disse...

Pode até a prosa ser de merda. Agora deixar o cravo de fora?! Não serão outras as razões?

Santa Cita disse...

Convenhamos que "dor de corno" pode ser "traduzido" por "inveja".

Pelo que a pergunta original "à séria" (por causa das dúvidas, dos censores e dos moralistas e guardiães da pureza!) é:

Oh Virgilio isso não será... inveja?

(note-se, tambem, a subtileza de não ser chamado à colação o "Virgilo" mas o "Vírgilio"!)

Virgilo disse...

Ó Santa Cita,

Mas quem é que pode ter inveja do ridículo e da imbecilidade do ugoC?...
Vai ao site dele,olha para o fundo do écran,e vais ver o que é o perfume dos NARCISOS...
Se continuares a pensar que alguém decente pode ter inveja do PUTO CONVENCIDO,só tens uma coisa a fazer - pões a tua fotografia no lugar do cravo...
Assume-te!...

Santa Cita disse...

Todos conhecemos a "obra" do "Virgilo"!

Anónimo disse...

Eu não conheço.

Anónimo disse...

Eu não conheço.

Virgilo disse...

Por acaso quando leio comentários da estirpe LF até me dá vontade de OBRAR...
E é tudo "obra" do Virgilo...
Sempre ao serviço da comunidade do Lelo Ferreira...

Santa Cita disse...

Tadito!

Santa Cita disse...

Agora à séria.

O "Virgilo" é "simpatizante" do PS, acho até que é "militante". Andava por lá até se aperceber que, com esta direcção, não tinha o "lugar", o "penacho", as "honras" a "que tinha direito".
Vai daí, e já que não consegue ser Presidente da Junta, em vez de trabalhar mais e melhor para conseguir o "lugar" através do reconhecimento dos seus pares veio para os outros fóruns fazer aquilo que sabe fazer melhor, aliás, a uníca coisa que sabe fazer, dizer mal.

Velha táctica a do "rei vai nú".

E fica lá o cravo, em vez da fotografia, porque é forma igual de identificar a "Virgilo".

Ou alguém conhece o "Virgilo"?

Anónimo disse...

Eu não o conheço e gostava de conhecer.
Desvendem lá o mistério p. e . f.
Obrigado

Virgilo disse...

Ó Santa Cita,

Acha-me com "cara" de ser correlegionário ou súbdito de gentalha como o LF e o ugoC ?
Acha-me com "cara" de andar atrás de tachos,lugares,penachos ou honras?
Está a confundir-me com quem?
Nunca vivi à custa do Orçamento...
Nunca tive outro meio de subsistência,que não fosse trabalhar...
Mas sou um cidadão livre e INDEPENDENTE que não precisa de fazer fretes,seja a quem fôr...
E que não dará tréguas à cáfila de oportunistas que não tem pudor de publicitar a listagem dos actuais "mamões" de Tomar,a que chamam de protagonistas do poder e em que eles próprios se incluem...
Você,além de bronco,precisa de ir ao médico ou ao "bruxo"...
Ou ao endireita...neurónios...

Anónimo disse...

Agora já sei quem é.
Pessoa séria, competente, trabalhadora, justa, amiga do seu amigo, lutador implacável pelas causas dos mais desfavorecidos.
Enfim ... destes é que Tomar (e Portugal) precisa como pão para a boca.
Deus o ajude por muitos anos e lhe dê forças para lutar contra a cáfila dos comilões da corrente que se instalaram como sangessugas.
E Santa Iria o proteja das forças malignas.
POR TOMAR.
POR PORTUGAL.

Santa Cita disse...

Calma aí, oh Virgilo.

Se aqui há um parvo é Vossa Excelência!

Virgilo disse...

Xôôôô bicho!...

Santa Cita disse...

Deves estar a falar com a família!

Virgilo disse...

Não dou mais pérolas a...

Santa Cita disse...

Continua-me a parecer que continuas a falar com a família.

Anónimo disse...

Já percebi, gostei da forma como o corajoso e honesto senhor das famílias e dos valores e do trabalho, realçou a palavra INDEPENDENTE.

e avaliar pela linha de actuação, poupo-lhe já trabalho.
O seu comentário seguinte seria afirmar que este comentário provém do Luís Ferreira ou do Hugo Cristóvão, e mais uma catrefada de adjectivos de baixo nível.

Esteja à vontade, carregue aí...

Virgilo disse...

Não dou mais pérolas a...e.

Santa Cita disse...

Acertou, caro anónimo!

(Mas convenhamos que não era arriscar muito!)

Gabinete disse...

Pronto...

Tinha de descambar...

Porque não assinam as vossas opinião como o fazem o Dr. João Simões, o Prof. Hugo Cristóvão e o já conhecido "Santa Cita"?

Custava muito?

Tornavam assim mais útil à leitura os post que vão colocando, porque aliás seriam obviamente mais cortezes e educados.

Divergir é útil, mais, é o sal da vida!

Cumprimentos a todos

Luis Ferreira

Virgilo disse...

Então e o "je" não conta?
Santa Cita é nome de gente e Virgilo não é ?
Como sou pouco LETERADO...e não sou
stôr nem prof...
Depois também não sou nem nunca fui "adjuntro"...
Tou lixado...
Isto é só para malta com "gabinetre"...
Resta-me ter uma salina para divergir, à grande, dos LFs todos que por aí "populam"...
O que já não é mau...

scita disse...

Caro Sr Luis Ferreira.

Retribuo cumprimentos.

Anónimo disse...

E que tal dedicarem-se à pesca?
Como dizem 'nuestros hermanos':

'CONHOS, no disseis arriba Franco, pués Carrero Blanco fué mas alto!!!!'
Hasta siempre!

Santa Cita disse...

Já pensei nisso!
Na pesca.

Mas não!

(A propósito a alusão a nuestros hermanos e a Carrero Blanco é um pouco... (como direi, sem ofender?...) tótó!)

Francisco marques disse...

Do rio
veio a água

Da água
veio a tempestade

Da tempestade
veio a inercia

Da inercia
continuamos

FM