12/10/2008

rapto ou repto

Vêm os serviços administrativos deste condado tão-somente notificar que por alheios ou indeterminados móbiles, se acham na imperativa obrigação de comunicar que nos defrontamos no limiar de encerrar o Condado.

Há muito que não sabemos de sua Eminência O Conde, desaparecido há meses; da Condessa só sabemos dizer que alvorou de cá e abriu um salão de chá e massagens, em alguma parte na periferia de Lisboa; e até o nosso chefe executivo, O Mordomo, meteu licença sem vencimento, e segundo sabemos abriu uma loja de pesca com um afilhado nas Canárias.
Com tais circunstâncias, o Condado deixou de funcionar; ainda o mês passado chegaram aí os convidados para a 2ª Gala dos Distintos Flecheirenses (e se eram muitos e esfaimados) e deram todos com o nariz na porta. Nada tinha sido feito e não havia ninguém para os receber. Vão ter de se contentar com a tourada na feira que aí vem.
Para complicar, a vida no palácio está insuportável com o pó e o barulho das obras aqui ao lado que nunca mais acabam. Além de tal, não auferimos há dois meses e os fornecedores deixaram de vir pelo que até fome passamos. Agora, para instalar o integral tumulto, adveio um aviso de execução de hipoteca ao palácio.

Nesta encruzilhada, e de expectativas de futuro agora mais negras que um qualquer tomarense, como se tal fosse imaginável, estamos de cabeças perdidas e a pensar como todo o enjeitado de qualquer organização, tornarmo-nos subordinados independentes.
Subsistimos porém na dúvida de como dirimir: ou colocar isto à votação entre todos os colaboradores, ainda que saibamos já o que todos pensam, ou confeccionar uma sondagem e quedar esperando.
O que estimávamos verdadeiramente era que o Conde voltasse. É tão melhor quando alguém nos profere o que fazer.

Com afeição e premência,
A Comissão de Trabalhadores do Condado

227 comentários:

«O mais antigo   ‹Mais antiga   201 – 227 de 227
Anónimo disse...

PARA O CÃO TINHOSO

Se o que o comentador JSR disse é verdade (e acredito que seja) qual é a tua opinião sobre o que disse Vitor Constâncio? Certamente apoias! Claro! O trabalho não te deve dizer nada e por isso não dás valor ao dinheiro que se ganha a trabalhar, a falta que ele faz, e o prejuízo não só material mas também psicológico que se sente quando se cai numa situação de desemprego. Eu, pelo que me toca, calculo a frustração e o stress que causará uma situação dessas. Felizmente (ainda) não passei por isso. Trabalho há quase 40 anos com descontos feitos à Segurança Social em dia. Por isso, quando chegar à altura julgo-me com inteiro direito à minha reformazita. Tu se calhar já não pensarás assim! Paciência! Temos muitas ervas daninhas como tu neste país.

Quanto ao sr JSR tenho apenas a dizer-lhe (mais uma vez...uff!) que não sou partidário de nenhum partido político, nunca fui, nem serei nem que viva mil vidas. Não prescindo é de dar largas à minha indignação.
Quanto á idealogia...oh meu amigo, se eu pudesse fazia uma depuração neste país à moda do Estaline. Garanto-lhe que depopis todos respiraríamos oxigénio mais puro!

Anónimo disse...

Não defendo mas também não ataco, o que é diferente. Apenas me limitei a indagar qual é relação entre uma coisa e outra, porque sinceramente não estou a ver. Lamentavelmente você supõe muito, supõe mal, mas não responde frontalmente a quem, com respeito e de forma cordata, o contradiz. Terminando: não me venha com essa da guerra colonial, pois não foram certamente os oposicionistas metropolitanos que a arranjaram, como sabe.

Cão Tinhoso, CCAÇ 593, Q5TS, ANGOLA 62/65

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Ah, já percebi. Você é moderadinho, tipo "banho maria". A gente tem de compreender, temos de aceitar, é a democracia, é tudo para bem do país, não tem nada de mal, é só fumaças, já vi pior e não me fez mal, hão-de vir dias melhores, vivó Porto, etc, etc, etc...

Anónimo disse...

Desisto. A convivência só é possível com pessoas minimamente educadas e cordatas quando se começa a mencionar "tiros nos cornos" e quejandos, vou arejar para outros blogues mais saudáveis.

Cão tinhoso

Anónimo disse...

Esse tal de Constâncio nem merece o ar que respira.
Com aquilo que saca 14 vezes por anos nos cofres do Banco de Portugal nem consegue entender o sofrimento daqueles que nem sequer têm de rendimento para viver um cagagésimo daquele valor
D~em ao tal de Constâncio o rendimento mínimo e ele que se governe para aprender.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

"Antes de escrever descreve-te a ti mesmo.
Criticar é diferente de injuriar, e exige responsabilidade.
Os comentários que não saibam colocar-se nesses limites serão eliminados."

Pode-se criticar, parodiar, caricaturar, brincar...
Tudo isso é diferente de insulto e calúnia.
Além disso não se admitem comentários de natureza racista ou xenófeba.

No Condado não se paga pelas frustrações de terceiros.

Serviços de Higiene e Limpeza do Condado do Flecheiro.

Anónimo disse...

Apoiado! Apoiado! Apoiado! Nem outra coisa seria expectável da parte de tão ilustre linhagem! Realmente esta plebe está a ultrapassar todas as marcas. Lá porque lhe concederam o direito de voto e a liberdade de opinião, isso não significa que tudo lhe seja permitido. Era o que faltava! Iguais no voto e perante a lei,seja! Mas diferentes, muito diferentes, em relação ao berço e ao chá tomado em pequeno.

Aqui fica a expressão da solidariedade republicana da redacção de tomaradianteira.blogspot.com

Anónimo disse...

Sinto-me indignado que ao expor um ponto de vista, não partidário ( não sei porque alguém atribuiu como partidário), soçobrasse essa ridicularia do racismo e da xenofobia. Recordo as palavras de Touissant Le Ouverture: Não sou eu também Homem e vosso Irmão. Basta.
Cumprimentos a todos.
JSR

Anónimo disse...

O governo sombra de Manuela Ferreira Leite

A um ano das eleições Manuela Ferreira Leite já organizou o seu governo sombra. Aqui ficam alguns nomes que fazem parte deste governo sombra:

Ministro da interpretação: Miguel Relvas

Os que não tiveram a oportunidade de ouvir ou ler Pacheco Pereira num dos seus órgãos oficiais ou oficiosos e ficou impossibilitado de interpretar as palavras da líder do PSD ainda poderá descortinar o que pretendia dizer Manuela Ferreira Leite, um ou dois dias depois, senão mesmo no próprio dia, Miguel Relvas virá a público esclarecer o que a líder pretendeu dizer, o que foi mal interpretado, o que ficou por dizer mas foi dito de forma implícita ou o que deveríamos ter ouvido ainda que ela não o tenha dito."

O JUMENTO

Anónimo disse...

Há mais uma entrada em tomaradianteira.blogspot.com

Estão à espera de quê, para ir ler?



Cão Tinhoso

Anónimo disse...

O ZÉ VAI LIMPAR LISBOA!

«Quando as relações entre o aliado de Costa, José Sá Fernandes, e o partido pelo qual concorreu vão de mal a pior, avultam na reestruturação os novos poderes do independente eleito pelo Bloco de Esquerda. Fernandes assume o Ambiente Urbano, nas mãos do vice-presidente Marcos Perestrello. Segundo fonte da presidência, Sá Fernandes “vai centrar-se mais na questão da higiene urbana, umas das prioridades da acção camarária”. A iluminação, o parque automóvel da autarquia e o espaço público (esplanadas e publicidade exterior, por exemplo) são outros sectores a afectar a Sá Fernandes.» [Expresso assinantes]

Anónimo disse...

BENFICA! BENFICA! BENFICA!

Anónimo disse...

É engraçado como todos se deixam enganar.
Cumprimentos.
JSR

Anónimo disse...

UM EXEMPLO DE JUSTIÇA

O tribunal inglês de Westminster acaba de decretar a extradição de Vale e Azevedo. Duvido que igual desfecho se produzisse em Portugal. Felizmente esse bandido vai ser julgado por mais alguns dos muitos crimes de luva branca que cometeu a coberto duma pretensa impunidade a que se julgava ter direito devido ao estatuto social e económico que tem.
Tenho sido confrontado com comentários jocosos de amigos meus, adeptos de outros clubes rivais, principalmente Porto e Sporting, sobre a idoneidade deste "benfiquista".
E eu limito-me a questionar o benfiquismo deste facínora, uma vez que uma das entidades mais lesadas foi precisamente o Sport Lisboa e Benfica.
Aceitaria o seu benfiquismo, embora repudiasse os métodos, se Vale e Azevedo roubasse e engendrasse esquemas com vista ao favorecimento do clube. Mas o que sucedeu foi precisamente o contrário.
No lado oposto do panorama futebolístico nacional está Pinto da Costa, personagem que eu abomino, mas que não deixa margem para dúvidas quanto ao seu clubismo. Tudo o que tem feito ao longo dos muitos anos à frente do clube das Antas fê-lo em prol do clube (embora não seja de todo descabido supor que também tenha tirado proveitos próprios por atacado).
Por tudo isto é estéril qualquer acusação ao clube da Luz, e completamente estúpida qualquer tentativa de colar a imagem deste advogado agora extraditado ao clube de jogadores como Eusébio, Mário Coluna, José Torres, Simões, José Augusto, Humberto Coelho, Shéu Han, e de presidentes como Borges Coutinho, Ferreira Queimado, João Santos entre outros.

Anónimo disse...

Como este blogue está, ou parece estar, moribundo e dado que o senhor Conde se abstrai voluntariamente das minudências do seu Condado, não dando sinais de vida, só posso aconselhar, transitoriamente claro!, a leitura de tomaradianteira.blogspot.com Muito instrutiva. E mais não digo!

Anónimo disse...

E se fosses mais o teu blogue fazer surf para a Antártida?

Anónimo disse...

Volta. O condado precisa do Conde Rebelo. Estás perdoado.

«O mais antigo ‹Mais antiga   201 – 227 de 227   Mais recente› Mais recente»