24/08/2006

Nasce uma estrela

Já que as novas tecnologias e estas coisas dos blogues parecem estar na berra, é altura de mesmo os mais requintados e recatados como a minha augusta pessoa, aderirem a estas engenhocas populares, assim como que a jeito de dar umas bicadas também, já que é desporto que parece agradar à populaça.
Assim aqui hoje declaro, por obra e graça de meu iluminado engenho, aberto para todo o sempre, assim sempre o deseje, o elevado e nobre e sempre leal, Condado do Flecheiro, província autónoma e desgovernada nas margens do Nabão.
Ao dispor de vossas graças, aceitem as mais etéreas saudações deste vosso Conde.

3 comentários:

Virgilo disse...

Que magnânima honra estar a inaugurar os comentários no blog de Sua Alteza.
Pelo menos,ao que parece,aqui,os comentários não são visados pela Censura,como acontece no ALGURES daquele rapazito que parece que é presidente do PS cá do burgo.
Mas,já agora,ilustríssimo Conde,diga-me lá a sua opinião sobre a gestão dos seus súbditos PAIVA,RELVAS & Cª...,que também presumo não serem nada republicanos.
E o que acha de uma ponte que eles sonham em implantar nos seus domínios?

Virgilo disse...

"Retiro" o meu post anterior.
Não me passava pela cabeça que estava,involuntáriamente,a colaborar com um dos maiores escroques políticos que Tomar alberga e sustenta príncipescamente.
Abaixo o conde da rua de s.joão,a sua corte e o seu rei CASSOLA GREEN!

Templar disse...

Por onde anda o seu amigo Marquês?... O de Palhavã. E o seu sobrinho (pelo casamento) Princípe Perfeito?...